Etiqueta: acer palmatum ‘sango-kaku’

Acer palmatum 'Sango-kaku'

Acer palmatum 'Sango-kaku'

E resolvi remover o segundo Acer palmatum ‘Sango-kaku’, a morrer com um cancro bacteriológico. É uma pena. Cortei e queimei tudo, desinfectei todas as ferramentas, mas é difícil imaginar como tanto serrim não se espalhará pelo jardim levando a doença consigo.
Este sítio é onde o cão arruina as redes para passar para o quintal. Quero colocar novas plantas, mas também só com rede, o que detesto verdadeiramente.

Acer palmatum 'Sango-kaku'

Estive a podar o Acer palmatum ‘Sango-kaku’ e mais um pouco da roseira ‘Graham Thomas’.

Acer palmatum 'Sango-kaku'

Andei a apanhar o que resta das folhas e também a arrancar ervas. As ervas não parecem sofrer com o frio, pelo contrário. O Acer palmatum ‘Sango-kaku’ tem um resto de folhas, com uma cor magnífica que a fotografia não chega realmente a mostrar. São umas folhas que nasceram tardiamente, depois de eu o podar no topo o passado Verão. É uma amostra do que estas pequenas árvores são capazes e que cá escapa praticamente todos os anos.
Não estava a contar ter tempo, mas ainda consegui podar as framboesas ‘Autumn bliss’ que este ano foram um fracasso. Aliás, ao podar, achei as plantas todas muito fracas.

O Equilíbrio Possível

Folha do Ácer 'Sango-kaku'

Folha do Ácer 'Sango-kaku'
Fuji XT-1, Zeiss Touit 50mm, simulação Fuji Velvia da câmara.

A mesma folha do Acer palmatum ‘Sango-kaku’, duas perspectivas exactamente à mesma hora. Por vezes é preciso mudar de ângulo e vê-se melhor no escuro do quando parece tudo claro como o Sol.

Compostor
Material triturado no Compostor 2.

Hoje acabei de podar o Acer palmatum Sango-kaku. Amarrei a roseira ‘Étoile de hollande’ e podei-a ligeiramente (eu podo quase tudo ligeiramente). Também podei a Grande-cerejeira-branca ‘Tai-haku’, se é que se chama podar, um ramo apenas.
No Jardim Branco retirei uma Gardénia morta e no seu lugar plantei o Jasminum multipartitum. Espero que resulte, este jardim da frente tem-se mostrado o menos colaborante de todos. Também retirei dois Pieris mortos. A Magnolia wilsonii apresenta-se desanimada, tal como a Magnolia Sieiboldii.
Acabei de limpar a zona dos compostores, falta-me arrumar os vasos. Tenho de mandar fora metade dos de plástico que sobram das plantas que se vão comprando. Acho que tenho centenas. No fim triturei o monte que se acumulava.
Antes de acabar ainda colhi Maça ‘Jona gored’, framboesa ‘Polka’, amora ‘Black satin’, Kiwi-berry e Tomate-cereja. E vi um rato aos saltos pelo quintal… ter comida de gato permanentemente à disposição nunca deu bom resultado nesta casa.