Etiqueta: roseira ‘a shropshire lad’

Roseira 'Graham Thomas'

E por falar em rosas que crescem, este ano as roseiras estão super magníficas. As duas da frente, ‘Claire Austin’ e ‘Iceberg’ nunca tiveram tantas flores. A ‘Graham Thomas’, é sempre uma preferida. No vaso, ‘A Shropshire Lad’, esteve linda. Por fim, a ‘Lichfield angel’ também nunca esteve tão bem, que linda — ajudou eu ter removida duas Nandinas que já a atrapalhavam bastante. Todas estas roseiras vieram de Inglaterra, de David Austin e têm todas o AGM — Award of Garden Merit da Royal Botanic Society.
Numa outra nota, a Grande-cerejeira-branca, Prunus serrulata ‘Tai-haku’, também nunca esteve tão bem porque como costuma florir em Abril e “em Abril, águas mil”, tem sido sempre prejudicada pela chuva. Este ano foi o primeiro em que não choveu durante toda a floração.

Triturar

Triturar

Triturar

Acabei de podar as roseiras, com a ‘Graham Thomas’ que afinal não deu assim muito trabalho porque foi uma poda algo radical. Também podei levemente a ‘A Shropshire Lad’ que está num vaso. Ainda me falta amarrar alguns ramos.
Depois fui triturar o monte e tive grandes dificuldades… Basicamente, os ramos das roseiras (por onde comecei), não queriam ser triturados. Encher o primeiro balseiro foi um martírio, resolvi retirar o cone para ver o que se passava.
E o que se passava é que as lâminas do triturador estão completamente arruinadas. Não percebo como triturou normalmente na última vez… Se calhar são daquelas lâminas que se desgastam primeiro gradualmente e depois subitamente. Já nem dá para afiar porque aquele aço super duro que fazia o fio da Lâmina, desapareceu. Não me queixo, duraram imenso. Mas triturar o monte todo… Não há nada pior (e mais perigoso) do que trabalhar com mau material ou material em mau estado. Mas fiz tudo.

Roseira ‘A Shropshire Lad’
Roseira ‘A Shropshire Lad’.

As roseiras este ano deram um espectáculo digno de ser visto… até a ‘A Shropshire Lad’ — num vaso —, se mostrou espantosamente. E continuam, apesar da chuva.