Etiqueta: branco

Hymenocallis festalis

Hymenocallis festalis

Floriu este bolbo vindo de Inglaterra Hymenocallis festalis. O segundo acabou por florir mais tarde.

Floriu pela primeira vez a Magnolia sieboldii e a Rosa rugosa do “Jardim Branco” pela primeira vez este ano.

Magnólia, Magnolia stellata ‘Royal star’

Magnolia stellata 'Royal star'

Magnolia stellata 'Royal star'

Magnolia stellata 'Royal star'

É uma Magnólia muito pequena e adorável, com os seus botões rosados que abrem antes da Primavera para exibir as suas flores brancas, de sépalas estreitas que podem chegar a ser 30, com um ténue apontamento rosa. Exibe o Award of Garden Merit da RHS.

Cultivo

Deve ser plantada em solo rico um húmus num local abrigado, ao Sol ou sombra parcial.

Jan
Fev Floração
Mar Floração
Abr Floração
Mai Multiplicar por estaca
Jun
Jul
Ago Podar
Set Multiplicar por estaca
Out Multiplicar por estaca
Nov
Dez

(SE) Semear em estufa. (S) Semear (F) Floração. (C) Colher. (P) Podar. (ME) Multiplicar por estaca. (MM) Multiplicar por mergulhia. (R) Recolher sementes. (E) Enxertar.

Características

Origem John Vermeulen and Sons, New Jersey, EUA
Hábito Caducifólia
Cor no Inverno Flores brancas
Fragante Sim, levemente
Venenosa
Altura 4m
Largura 3m
Exposição Sol a sombra parcial, abrigada de vento forte
Água Solo húmido
Solo Rico em húmus, bem drenado
PH do solo De neutral a ácido
Longevidade

Pestes e doenças

Pode ser afectada por vírus e fungos. As cochonilhas podem ser um problema, tal como os caracóis e as lesmas.

Curiosidades

A partir dos cinco anos (cerca de dois metros de altura), cresce muito lentamente, chegando eventualmente aos quatro metros ao fim de 20 anos.

Notas pessoais

2022

Começou a florir no dia 16 de Janeiro.

2020

Começou a florir no dia 21 de Janeiro. Depois no dia 17 de Dezembro.

2019

Começou a florir no dia 11 de Fevereiro.

2017

Começou a florir no dia 2 de Março. Depois no dia 17 de Novembro.

2016

Adquiri um exemplar na Burncoose. Floriu pela primeira vez no dia 31 de Janeiro. Em 5 de Julho foi plantada no local definitivo, no Jardim Branco.

Links de interesse

Cuttings: softwood (Royal Horticultural Society)
Cuttings: semi-ripe (Royal Horticultural Society)

Roseira-do-Japão, Rosa rugosa

É uma espécie japonesa e de outras regiões asiáticas, introduzida na Europa em 18451. São plantas de uma resistência sem paralelo, avessas a doenças e de forte perfume.
A variedade típica exibe flores singelas carmim e uma folhagem de um verde radioso. A Rosa rugosa ‘Alba’ tem flores brancas; há uma de flores dobradas, a Rosa rugosa ‘Flore-pleno’ e uma dobrada branca ‘Blanc double de Coubert’. Outras variedades de interesse incluem a ‘Conrad F. Meyer’ de cor rosa prateada e muito fragante, ‘Rose à Parfum de l’Hay’, cor cereja carmim e também muito fragante; e ‘Madame Georges Bruant’, branca.
As flores, os frutos e as sementes são comestíveis (tendo cuidado de remover a pilosidade dos frutos e sementes, irritante para a boca e sistema digestivo).

Rosa Rugosa 'Alba'
Botão de Roseira-do-Japão, Rosa Rugosa ‘Alba’.

Cultivo

É uma das classes de roseiras mais fáceis de cultivar. Devem ser plantadas onde os seus milhares de espinhos pontiagudos não incomodem, aliás por essa razão é muito utilizada como sebe, mas no Inverno fica bastante despida. A poda deve ser imediatamente antes dos botões começarem a crescer e não deve ser radical, encurtar o eventual ramo disperso e é tudo. Se for deixada crescer livremente, florescerá e frutificará abundantemente acrescentando interesse ao jardim de Junho a Dezembro.

J F M A M J J A S O N D
Podar Floração Floração Floração Floração Podar

Características

Hábito Caducifólia
Cor na Primavera e Verão Flores brancas
Cor no Outono Frutos vermelho-carmim
Fragante Sim
Venenosa
Altura 1-2m
Largura 1-2m
Exposição Sol ou sombra parcial
Água
Solo Pobre a moderadamente fértil
PH do solo Ácido a alcalino
Longevidade

Doenças

Sem problemas.

Links de interesse

By Any Other Name (Dan Pearson sobre a Rosa rugosa, no The Guardian)
The Rugged Rose (American Rose Society)
Rosa rugosa (Plants for a Future)

Notas pessoais

Dezembro de 2015

A variedade de interesse para mim é a Rosa rugosa ‘Alba’. Adquiri dois exemplares na Weasdale. Começaram a abrolhar, mal as plantei (temporariamente) em vaso.


  1. O livro “Roses and their Cultivation” de T.W. Sanders indica esta data numa página, mas para a ‘Alba’ refere 1784 noutra página []

Ciclamen-da-Cilicia, Cyclamen cilicium

O Cyclamen cilicium é originário da região da Cilicia no sudoeste da Turquia. Floresce no Outono em vários tons de branco e rosa, mantendo uma folhagem atraente durante o Inverno. Recebeu o Award of Garden Merit da RHS.

Cultivo

São bastante tolerantes com o tipo de solo e não se preocupam demasiado com o PH, apesar de preferirem solos ligeiramente alcalinos, sendo importante assegurar uma boa drenagem. Sendo tolerantes à competição de raízes, crescem bem na base e por baixo da copa das árvores.

Sementeira

Os Ciclamens na sua forma comercial adquirem-se habitualmente na forma de tubérculos, mas também se podem adquirir sementes.
Para uma germinação consistente é importante obter sementes frescas, nalgumas espécies é essencial e devem ser semeadas mal estejam maduras, ou seja imediatamente antes da cápsula abrir. É benéfico mergulhar as sementes em água morna e deixá-las em água 24h. Sendo plantas que habitam debaixo de árvores de folha caduca, é bom de compreender que a luz é inibidora da germinação. Alguns especialistas defendem que é necessária escuridão total e outros dizem que basta um local muito sombrio. Eu diria que prefiro a escuridão total, que é o que melhor simula o tapete de folhas de Outono que cai sobre os Ciclamens.
As sementes colocadas na superfície do substrato, espaçadas 2cm entre elas e cobertas com 5 a 7mm de gravilha fina ou vermiculite. A germinação pode demorar de 30 a 60 dias e uma vez que as plântulas apareçam devem ser mudadas para um local com luz. As folhas desenvolvem-se a partir de um pequeno tubérculo e depois de se terem formado duas ou três, as plantas estão prontas para passarem para vasos individuais.

J F M A M J J A S O N D
Semear Semear Floração Floração

Pestes e doenças

Por cá, apenas os ratos podem ser um problema.

Links de interesse

The Cyclamen Society