Etiqueta: nigrescens

Echium candicans
Echium candicans, já se vê a razão do nome “candicans”.

Arranquei mais uma quantidade inaudita de ervas. Também removi quase todas as acelgas ‘Bright lights’ restantes, porque não só já estavam esteticamente nulas como produziam poucas folhas comestíveis (que ofereço, porque aqui ninguém gosta).
Transplantei as duas Nandina domestica ‘Lemon lime’ no Jardim do Lago, porque o Echium candicans cresceu tanto que ficaram por baixo dele. Também transplantei uma série de Ophiopogon planiscapus ‘Nigrescens’ para um novo local.
Fui ao Lidl comprar pão, acabei por comprar uma série de sementes…

Pieris japonica ‘Forest flame’
Nandina domestica ‘Lemon lime’ e Pieris japonica ‘Forest flame’.

Pieris japonica ‘Forest flame’

Plantei mais 10 pés de Ophiopogon planiscapus ‘Nigrescens’ (AGM), totalizando 62. De Ofiopogão-do-Japão (Ophiopogon japonicus) plantei mais 66 pés, no total 195. Entretanto começou a chover e não deu para fazer mais nada. A Pieris japonica ‘Forest flame’ está agora cheia de flores, mas olhando mais perto, já se vêem as folhas vermelhas que lhe dão o nome. Vai ficar magnífica com o contraste das Nandinas ‘Lemon lime’. Mesmo bonito isto.

Resolvi aproveitar antes da chuva, porque o tempo tem desaparecido e ainda há imenso que fazer. Hoje foi mais complicado, primeiro resolvi plantar um Chameacyparis obtusa ‘Nana gracilis’ (AGM) que tenho em vaso há quase 10 anos. Trouxe-o para o jardim novo e passado um dia já tinha dois ramos partidos (desconfio dos cães, mas podem ter sido os gatos).
Depois foi um Acer shirasawanum ‘Aureum’ (AGM) também quase há 10 anos num vaso enorme. Um filme. O vaso é daqueles italianos subtilmente curvos, acabando por ser mais largo no interior que no topo. Custou a sair. Além disso tinha junto bastante Ophiopogon planiscapus ‘Nigrescens’ (AGM), o qual dividi em 54 pés. Plantei 52 no jardim lateral e dois em vaso (estavam verdes, vou ver se ficam negros).