Etiqueta: sempre-viva

Sempre-vivas

Todos os dias limpo um pouco com a mangueira de pressão, falta só um bocado no quintal. Acho que vou colocar nos quatro conteiros umas lagetas que sobraram do pavimento e só aqui andam a atrapalhar. Vou tentar colocá-las estrategicamente de forma a não ter que andar na terra, principalmente a colher.
Hoje também fiz a manutenção ao teatro de sempre-vivas que tinha várias prateleiras já derreadas. Com os novos parafusos, calculo que no máximo durem mais uns dois anos no máximo, o que dará um total de seis, não é brilhante (e quando eram novos levaram com Bondex). Para já, serve.

Ontem à noite fiz uma lista do que queria fazer hoje, acabou por ser caótico, andei por todo o lado. Semeei Beterraba ‘Chioggia’, o ano passado por esta altura já tinha a primeira. Claro que para semear, precisei de arrancar as ervas, cavar um pouco adicionando composto que peneirei previamente.
Também tive de fazer manutenção no “teatro” de Sempre-vivas, que tinha prateleiras soltas. Aparafusei tudo, limpei e voltei a popular com vasos. Também transplantei algumas de vasos que os gatos partiram.
Um Ácer ‘Sango-kaku’ está a morrer e removi dois grande ramos que irei queimar. Parece um fungo.
Podei a Glicínia, Wisteria floribunda ‘Lipstick’. Há uma regra que aprendi no programa Gardener’s World da BBC que é 2/7 — poda-se fortemente em Fevereiro, deixando apenas dois olhos nos ramos novos. Em Julho, poda-se outra vez, deixando sete olhos.