Etiqueta: alface

Compostor
Compostor 1 completamente cheio.

Hoje transplantei uma série de pés de Camomila-dos-alemães que por aqui nasce por todo o lado. E aproveitei para fazer uma fileira de 11 pés de alface que também nasceram à balda (são os mais fortes!). Arranquei mais dois baldes de ervas e esqueci-me de peneirar mais composto (também tenho uma espécie de objectivo de dois baldes por dia).
No jardim, os cães continuam a estragar diariamente, hoje foram uma série de bolbos e alfazemas. Estou mesmo farto.

Rúcula

Alface

E de repente, começou tudo a aparecer. Também colhi os primeiros tomates ‘Coração-de-boi’ que deram logo um magnífico arroz, para deleite de dois amigos que cá vieram. Também fiz uma salada de rabanetes (que supostamente ninguém gosta) e maçã (com bastantes coisas mais) e (quase) toda a gente gostou.

Antes do Jardim do Lago
Este é o aspecto actual antes de chegar ao Jardim do Lago.

Transplantei o Manjericão-vermelho para vasos e intercalei entre duas fileiras de pés de tomate, espero que resulte. Também transplantei os últimos quatro pés de alface e por fim, alguns pés de tomate ‘Green zebra’ que tinham sido arruinados.
Plantei três Gerânios-da-Madeira do lado direito do local que se vê na fotografia e um em vaso. Coloquei um vaso uma Stipa tenuissima e duas plantas descendentes de umas que comprei há anos no Flor-do-Norte e que eram dadas como anti-pestes tipo ratos e toupeiras — e agora não me lembro do nome. Isto dos nomes não é só memória, é desorganização, cães a destruir etiquetas e incomparavelmente mais plantas do que tinha no pequeno jardim anterior.
Deixei de ver o ouriço há semanas, entretanto no quintal voltaram a aparecer imensos dejectos durante dois dias e depois nada. Hoje à noite vi-o no Jardim Branco, espero que não se lembre de ir para a rua. Eu precisava de duas dúzias de ouriços porque tenho dizimado caracóis às centenas e hoje depois da chuva andavam milhares para trás e para a frente.
E foi assim o dia de S. João.

Larva de Joaninha
Larva de joaninha numa Madressilva arbustiva ‘Winter beauty’.

Arranquei mais ervas, transplantei duas filheiras de alface que me parecem mesmo frágeis. Também transplantei as Alcea rosea ‘Nigra’ que germinaram. E por fim, as Ervilhas-de-cheiro ‘Royal family white’.
A Fuchsia ‘Blue Sarah’ (julgo que será esta) transplantei para um vaso grande.