Etiqueta: stipa tenuissima

Antes do Jardim do Lago
Este é o aspecto actual antes de chegar ao Jardim do Lago.

Transplantei o Manjericão-vermelho para vasos e intercalei entre duas fileiras de pés de tomate, espero que resulte. Também transplantei os últimos quatro pés de alface e por fim, alguns pés de tomate ‘Green zebra’ que tinham sido arruinados.
Plantei três Gerânios-da-Madeira do lado direito do local que se vê na fotografia e um em vaso. Coloquei um vaso uma Stipa tenuissima e duas plantas descendentes de umas que comprei há anos no Flor-do-Norte e que eram dadas como anti-pestes tipo ratos e toupeiras — e agora não me lembro do nome. Isto dos nomes não é só memória, é desorganização, cães a destruir etiquetas e incomparavelmente mais plantas do que tinha no pequeno jardim anterior.
Deixei de ver o ouriço há semanas, entretanto no quintal voltaram a aparecer imensos dejectos durante dois dias e depois nada. Hoje à noite vi-o no Jardim Branco, espero que não se lembre de ir para a rua. Eu precisava de duas dúzias de ouriços porque tenho dizimado caracóis às centenas e hoje depois da chuva andavam milhares para trás e para a frente.
E foi assim o dia de S. João.

Plantei mais nove Eremurus ‘Cleopatra’ — é a planta que mais me desperta curiosidade para a Primavera, os bolbos parecem de outro planeta. Para alguns, tive que retirar três Gerânios-da-madeira que também atrapalhavam bastante o automóvel (estavam enormes, não deu para transplantar, são muito frágeis). No canteiro da porta lateral perto dos Eremurus, duas Stipa tenuissima. No Jardim Branco transplantei cinco Hylotelephium spectabile ‘Iceberg’, acho que agora estarão melhor localizados.
Fiz estacaria de uma Alfazema que agora não sei a variedade (8), Teixo (8) e Agapetes ‘Ludgvan Cross’ (AGM) (4).
Há alguma pressão para colocar os bolbos na terra este fim-de-semana, parece que se vai instalar o mau tempo. Mas só Narcissus ‘Thalia’ tenho 300 e hoje ao transplantar os Hylotelephium spectabile deu para perceber que o terreno está extremamente difícil, corrido a raízes.

Cornus
Cornus alba ‘Sibirica’ e Cornus sericea ‘Flaviramea’, plantados ontem.

Plantei uma alfazema ‘Munstead’ e junto uma Stipa tenuissima que transplantei de outro lado.
Na entrada principal duas Gardenia jasminoides junto ao muro e duas Azalea indica. Também no Jardim Branco, três Helichrysum bracteatum1. Por fim no canteiro do meio o Pittosporum tobira ‘Nana’ que tinha comprado há três meses.
Junto à porta da garagem, do lado esquerdo, 16 jacintos ‘Peter stuyvesant’.
Diria que está tudo a ficar melhor que o que estava.

  1. No Portugal Botânico de A a Z, tem como sinónimo Bracteantha bracteata, Malmequer-de-palha []

Depois de um dia em que só tratei de terra e preparar o que restava de um canteiro, consegui plantar uma série de coisas interessantes, tudo no Jardim do Lago:

  • 1 Agapetes ‘Ludgvan Cross’ (AGM)
  • 2 Aucuba japonica ‘Rozannie’ (AGM)
  • 1 Daphne odora ‘Marianni’ (ou ‘Rogbret’)
  • 1 Forsythia × intermedia ‘Lynwood Variety’ (AGM)
  • 2 Hylotelephium spectabile (julgo que ‘Carl’)

Também plantei 30 Gladíolos ‘Nova lux’, utilizando o novo plantador de bolbos da Bulldog. Trabalha-se de pé e dá jeito haver uma pessoa a introduzir o bolbo no buraco. Misturei toneladas de areia nesta terra, montes de matéria orgânica, mas com os meses de chuva e gatos e cães sempre a passarinhar, a terra está dura como pedra. O plantador só a vencia a custo e com uso de considerável vigor.
Num vaso grande, um Echium candicans, duas Stipa tenuissima, um Hylotelephium spectabile (julgo que ‘Rosenteller’, mas já não tenho a certeza) e uma Begónia, Begonia semperflorens que também não sei qual será. Ainda arranquei umas ervas daninhas e levei uns oito baldes de terra que ainda sobra para o quintal.

Quintal

Quintal

No Flor do Norte comprei mais três Alecrim-do-norte (Diosma ericoides), dois Echium candicans e duas Stipa tenuissima que me faltavam.
Quando cheguei, começou a chover, mas plantei 150 bolbos de Allium moly e muitos já não me pareceram viáveis, demorei demasiado tempo. Acho que ainda tenho mais 150. Depois fui para o quintal e cavei o canteiro onde está a banheira com os nenúfares, demorei uns 15 minutos. Não sei se os ingleses ficam encharcados quando estão no jardim quer faça chuva ou faça Sol, eu fiquei.