Etiqueta: fiteira

Fiteira

Ontem vieram remover a fiteira que tinha no fundo do quintal, porque nas traseiras há gente que não tem que fazer e anda muito incomodada. O resto que vegeta em cima daquelas garagens não incomoda, até um Chuchu para lá cresce selvaticamente. Ainda demorei uns dois ou três anos desde que começaram a querer chatear, resolvi agora, a Fiteira já não me servia porque as fitas estavam muito altas, mas quando ameaçaram com “as autoridades” estive quase para a deixar ficar. Quanto menos conversa se der a vizinhos deste jaez, melhor.

Fiteira
À esquerda está o monte do que tenho para triturar e à direita o cão Pixel, o destruidor.

Não tenho escrito, porque começa a parecer-me mais do mesmo — independentemente de querer tomar nota de várias coisas. Nunca mais comprei plantas, se bem que tenho reproduzido algumas para substituir as que os cães e gatos estragam. Com os cães em particular, enquanto cá andaram, não consigo fazer muito melhor do que tenho… nove anos e não desistem de arruinar tudo. Há um que parece querer descansar…
Veio a chuva e com ela as ervas. Julgava sinceramente que as tinha mais dominadas no quintal, mas não. É um campo de batalha.
Parece que vou ter de remover a fiteira porque há reclamações nas traseiras, como habitualmente as árvores só fazem mal e esta suja o telhado e entope a caleira das garagens… Podia apenas cortar a copa a direito até ao limite da minha propriedade, mas farto de problemas ando eu e ficaria francamente mal… Por outro lado, o meu avô plantou como utilitária, para dar fitas para amarrar as plantas e agora, está tão alta, que já não serve para tal coisa.
Independentemente, hoje esteve um dia muito bonito, previsivelmente arranquei dois baldes de ervas e podei metade dos limoeiros — o mesmo problema, com as garagens, mas estava na altura. Nem foi tarde, nem foi cedo.

Fogueira

Hoje finalmente esteve aqui um homem a ajudar, cinco horas. O motivo foi podar uma fiteira no fundo do quintal que aparentemente incomoda a vizinha das traseiras. Mas deu para tirar todas as ervas do Jardim Branco, limpar a Esterlícia, podar os limoeiros e laranjeiras que estão num estado lastimável este ano (nunca estiveram pior) e por fim, arrancar todas as ervas do canteiro 2 do quintal.
Também podei o Cestrum nocturnum da frente e já de noite queimei todos os detritos da poda dos limoeiros e laranjeiras. Tudo o resto triturei e foi para a segunda pilha (que verifiquei estar seca e parada). Foi proveitoso.

Limoeiros e fiteira

Foi dia de podar o bardo de limoeiros e a fiteira que está no fundo do quintal. Também arranquei todos os pés de tomateiros ‘Red cherry’ e colhi a última caixa. A quantidade de tomates foi verdadeiramente extraordinária, para utilizar em casa, bastaria um pé.