Artigos etiquetados “laranjeira

Publicado em 4 de Janeiro de 2022

Hoje foi só tirar as ervas dos canteiros das laranjeiras e macieiras, onde depois coloquei cinco baldes de composto. Também esvaziei os baldes de bokashi, um serviço que detesto verdadeiramente, não suporto o cheiro e aquela pasta. Depois do processo de fermentação propriamente dito terminar, coloco no compostor. É um facto, estou algo farto do bokashi.

Publicado em 14 de Outubro de 2020

Fogueira

Hoje finalmente esteve aqui um homem a ajudar, cinco horas. O motivo foi podar uma fiteira no fundo do quintal que aparentemente incomoda a vizinha das traseiras. Mas deu para tirar todas as ervas do Jardim Branco, limpar a Esterlícia, podar os limoeiros e laranjeiras que estão num estado lastimável este ano (nunca estiveram pior) e por fim, arrancar todas as ervas do canteiro 2 do quintal.
Também podei o Cestrum nocturnum da frente e já de noite queimei todos os detritos da poda dos limoeiros e laranjeiras. Tudo o resto triturei e foi para a segunda pilha (que verifiquei estar seca e parada). Foi proveitoso.

Publicado em 18 de Fevereiro de 2018

Ervas daninhas

O gato Riscas, sempre por perto a ver o que se passa.

Matricaria recutita

A Camomila-dos-alemães depois de ordenada.

Continuei a arrancar ervas, que são aos montes. Camomila também é por todo o lado e resolvi tirar as plantas que não quero e ordenar outras numa fileira. Podei as pequenas laranjeiras e também as pontas dos limoeiros afectadas pela Psila africana dos citrinos. Acho que me lembro que o meu avô enterrava estas ervas todas… eu mando para o composto. Julgo que as estou a arrancar mesmo na altura certa (leia-se no limite), antes de formarem sementes.

Publicado em 15 de Agosto de 2017

Fogueira

Foi o dia em que colhi mais tomate ‘Chucha’ e ‘Coração-de-boi’ — montes. Também podei as laranjeiras, limeira e parte dos limoeiros. Os citrinos estão atacados por toda a casta de moléstias, designadamente a Psila Africana dos Citrinos (Trioza erytreae), que é basicamente mais uma mosca, introduzida no país em 2014 e já generalizada. O que faço é cortar folhas e ramos afectados e queimo imediatamente. Fiz uma fumarada indecente.