Etiqueta: nectaroscordum siculum

No seguimento do que escrevi ontem, hoje plantei num vaso alguns Jacintos antigos que estavam fora da terra. Ao observar os Jacintos noutros vasos e alguns naturalizados, estão já a querer florir, mas todos fracos (sem força). Ou seja, não se comparam aos Jacintos comprados no próprio ano. Mesmo naturalizando-se, não têm força.
Ofereceram-me umas Tulipas ‘Happy generation’ que coloquei num vaso, duas já estava podres. Num outro vaso coloquei Nactascordum siculum que tinham chegado da Holanda há umas semanas — de 20, aproveitei três, o resto tudo podre. Dessa remessa tenho Eremurus para o jardim, espero que entretanto não apodreçam — neste caso estou à espera de melhores dias, mas vou mesmo ter de tratar do assunto.

Hemerocallis ‘Autumn red’
Hemerocallis ‘Autumn red’.

No quintal começaram a florir os Hemerocallis ‘Autumn red’, que nos vasos confundi antes com os Nectaroscordum siculum.
Dos bolbos que vieram da Holanda nem tudo correu bem. Já mencionei o fiasco Eremurus. As Fritillaria persica ‘Adiyaman’ estavam óptimas até começarem a secar todas, sendo agora evidente que não vão dar nada.
Das Fritillaria imperialis ‘Aurora’, nem sinal, diria que foram devoradas imediatamente (tal como as Rudbeckia nitida ‘Herbstsonne’ que transplantei, o que é pena porque não sei se voltam a aparecer no Lidl ou algures). O problema aqui é que estão fora do alcance visual diário e facilmente me esqueço de as vigiar.
Os Allium, mais uma vez, fracos, tanto os Allium ‘Purple sensation’ como os Allium Sphaerocephalon.
E por fim os Ornithogalum balansae também foram imediatamente devorados no Jardim Branco. Estes ainda consegui andar em cima e controlar minimamente os caracóis, mas por fim venceram porque as plantas são daquelas aparentemente irresistíveis e todas as noites surgiam mais caracóis vindos sei lá de onde.
O resto, aqueles mais habituais, correram bem.

Nectascordum siculum
Nectascordum siculum.

Nectaroscordum siculum começaram a florir e são espantosos. Até agora estou muito satisfeito com os bolbos que plantei, talvez a excepção tenha sido o Jacinto ‘Pacific Ocean’. Sem problemas na floração, longe disso, mas extremamente escuro para o que eu estava à espera, o contraste com o ‘City of Haarlem’ é demasiado.

Em primeiro plano estão as folhas de Outono do Cornus nuttallii × Cornus florida ‘Eddie’s White Wonder’. No meio, mal se vê, uma Fothergilla major que vou transplantar porque deixou de ter Sol.
Jardim do lago
Gata Mia.

De todas as “salas”, a que mais gosto neste momento é desta. A que gosto menos é o jardim da frente , o Jardim Branco.

Os bolbos que restaram de Nectaroscordum siculum, plantei num terceiro vaso. Noutro vaso alguns Allium hollandicum ‘Purple sensation’ e um grupo debaixo do Cornus, mas local ensolarado. Por fim, num grupo bastante compacto, no Jardim Branco, do lado direito da Grande-cerejeira-branca, 20 Ornithogalum balansae.

Não foi possível continuar a plantar os bolbos no jardim, recorri aos vasos. Em dois plantei 50 Anemone coronaria ‘Mr. Fokker’. Noutros dois, 50 Allium sphaerocephalon. E em mais dois, 15 Nectaroscordum siculum. Afinal os bolbos “amigos das borboletas” estão etiquetados nos próprios sacos, não tinha reparado. O que plantei no outro dia num vaso junto com as Fritillaria persica ‘Adiyaman’ são Leucojum aestivum, que li algures terem potencial de se tornarem invasivas, portanto em vaso não é mau.